Em briga por uso de espaço comum, homem agride vizinhos de kitnets em Ribas do Rio Pardo

Ele agrediu vizinho com socos, chutes e com pedaço de madeira de uma fogueira acesa; uma vizinha também foi agredida

Por Felipe Dias em 27/05/2024 às 11:41:22

Caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civl de Ribas do Rio Pardo / Divulgação/PCMS

Homem foi preso em fragrante após agredir os vizinhos durante uma discussão pelo uso do espaço comum do conjunto de kitnets onde moram, em Ribas do Rio Pardo, a 94 quilômetros de Campo Grande. A violĂȘncia foi registrada na noite deste domingo (26).

O caso aconteceu em um conjunto de kitnets no bairro Santo André. A violĂȘncia foi denunciado a Polícia Militar que atendeu a ocorrĂȘncia.

Aos policiais, uma mulher relatou que o vizinho é muito alterado e que, durante este domingo, ameaçou ela e outro vizinho por frequentarem a ĂĄrea comum entre as residĂȘncias. O espaço é um corredor que dĂĄ acesso às kitnets que cada um aluga.

Além de ameaçar os mesmos, o homem teria partido para agressão física contra o vizinho com socos, pontapés e ainda com um pau que retirou de uma fogueira ainda em chamas. Ele teria ferido a vítima no rosto com a madeira.

Em seguida, o homem teria avançado contra o carro da vizinha, de propriedade da empresa em que ela trabalha. Segundo a mulher, o rapaz a discrimina por ser homossexual, a ofendendo com diversos xingamentos.

Em contato com o agressor, ele informou aos policiais que foi apenas se defender e partiu para a agressão física mesmo. Durante atendimento da ocorrĂȘncia, o homem franqueou a entrada da polícia na residĂȘncia, onde foi localizado uma porção de maconha, pesando 6 gramas. Aos policiais, ele disse ser usuĂĄrio de drogas e que a porção era para consumo próprio.

Diante dos relatos, o homem recebeu voz de prisão, porém se recusou a ser encaminhado para a delegacia. Após uso moderado da força, pois estava muito alterado, ele foi contido e encaminhado à delegacia.

A vítima agredida foi encaminhada para o Hospital Municipal onde recebeu atendimento e realizou exame de Corpo de Delito. Ele sofreu lesões no rosto e tórax, porém sem fraturas, sendo liberado em seguida.

O caso foi registrado como discriminação e preconceito por LGBTfobia, lesão corporal, ameaça, desobediĂȘncia e porte de drogas para consumo pessoal.

Fonte: TopMidiaNews

Comunicar erro
90FM - FACE 01

ComentĂĄrios

ALERTA GRANDE
Suzano - Agente do Bem 04 - Mulher Ind