90FM - FACE 01

Eletrobras e Suzano, com fábrica em Ribas do Rio Pardo, unem forças para desenvolver soluções sustentáveis

A viabilidade técnica e econômica para a construção de uma unidade de produção de combustíveis sintéticos será determinada pelos estudos conjuntos.

Por Perfil News em 09/07/2024 às 17:43:03

Foto: Divulgação/Eletrobras

A Eletrobras, gigante da energia elétrica na América Latina, e a Suzano, líder mundial na produção de celulose, selaram uma parceria estratégica para explorar o potencial do CO2 biogênico gerado pela Suzano.

Conforme divulgado pelo site Portal Celulose, o objetivo é desenvolver soluções sustentáveis, como a produção de hidrogênio renovável e combustíveis sintéticos, com o intuito de substituir combustíveis fósseis em vários setores logísticos.

Ítalo Freitas, vice-presidente de Comercialização e Soluções em Energia da Eletrobras, destacou que o acordo estabelece as bases para uma cooperação focada na produção de combustíveis sustentáveis, atendendo à crescente demanda por hidrogênio de baixo carbono e derivados no mercado global.

As negociações entre as duas empresas para a assinatura do memorando de entendimento iniciaram-se no segundo semestre de 2023. A viabilidade técnica e econômica para a construção de uma unidade de produção de combustíveis sintéticos será determinada pelos estudos conjuntos.

Paulo Squariz, diretor de Energia da Suzano, enfatizou que a parceria com a Eletrobras reforça a competitividade do Brasil na bioeconomia mundial. A produção de e-metanol, um combustível sintético derivado de insumos renováveis, é apontada como uma alternativa promissora para substituir combustíveis fósseis, especialmente na indústria marítima, contribuindo para a transição energética e descarbonização global.

A produção de combustíveis sintéticos a partir de CO2 biogênico e hidrogênio renovável é uma área de grande potencial e escalabilidade. O CO2 biogênico, resultante da queima de biomassa e licor negro no processo de fabricação de celulose pela Suzano, pode ser capturado e combinado com hidrogênio renovável para produzir combustíveis limpos, como o e-metanol.

O memorando de entendimento (MoU) entre Eletrobras e Suzano consolida o compromisso da Eletrobras com a transição energética, sustentabilidade, inovação e excelência. A Eletrobras também assinou acordos semelhantes com outras empresas e governos estaduais para impulsionar a produção de hidrogênio renovável no Brasil.

A Suzano, reconhecida por sua atuação no mercado de energia verde, é uma referência global na produção de bioprodutos a partir do eucalipto. Além de liderar no setor de celulose, papel, embalagens e bens de consumo, a empresa fabrica lignina, celulose microfibrilada (MFC) e outros materiais utilizados em produtos como fios têxteis, borracha e insumos químicos.

No campo da energia verde, a Suzano se posiciona como uma das maiores produtoras de energia de biomassa no Brasil, com uma capacidade instalada de 1,3 gigawatts, que aumentará para aproximadamente 1,7 gigawatts com a entrada em operação do Projeto Cerrado, uma nova fábrica de celulose em Ribas do Rio Pardo.

Fonte: Perfil News

Comunicar erro
ALERTA GRANDE

Comentários

Anuncie 3