Suzano - 80 Anos Ribas

Eduardo Rocha diz que Estado está pronto para receber concessão e realizar obras na BR-262

Ideia é de duplicação da rodovia e também de outras estradas em MS

Por Renata Portela , Anna Gomes em 29/01/2024 às 17:26:19

Divulgação

"É só a União delegar para o Estado", foi a resposta do secretário da Casa Civil, Eduardo Rocha, sobre a concessão da BR-262 para o Governo de Mato Grosso do Sul. A previsão da concessão veio após o lançamento do novo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), em 2023.

Nesta segunda-feira (29), o secretário confirmou que o Estado está preparado para receber a concessão. A ideia inicial é de duplicação da Rodovia BR-262, que é uma importante via para o Estado.

A rodovia corta Mato Grosso do Sul e é um escoamento para as fábricas de celulose em Três Lagoas e, em breve, para a Suzano e . Além disso, é rota para as cargas de minério que saem de Corumbá.

"O Estado está pronto para fazer. Temos que fazer a 262, 267 e a 040 tudo junto, pois são paralelas. Se faz uma, todo trânsito corre pra outra pra não pagar pedágio e não fica viável", afirmou o secretário sobre as futuras obras nas estradas.

Em setembro de 2023, o governador Eduardo Riedel (PSDB) sobrevoou a BR-262 e a fábrica de celulose instalada em Ribas do Rio Pardo, a 97 quilômetros de Campo Grande, antes do lançamento do Novo PAC (Programa Nacional do Crescimento), em Campo Grande.

(Divulgação, Governo de MS)

A ideia foi mostrar aos três ministros do presidente que visitam o Estado as instalações e reforçar a importância de assumir a concessão da rodovia federal, que é importante via de escoamento da produção em Mato Grosso do Sul.

Acompanharam a visita os ministros Rui Costa, da Casa Civil, Simone Tebet, do Planejamento e Orçamento e Márcio França, do Empreendedorismo, Micro Empreendimento e Pequenos Portos.

Novo PAC

Lançado em 11 de agosto, o Novo PAC lista 255 estudos, concessões e conclusões de obras paradas para Mato Grosso do Sul.

São R$ 44,7 bilhões de investimentos, entre recursos do Governo Lula e financiamentos de bancos públicos para concessões e PPPs (parcerias público-privadas), além de investimentos de estatais, sobretudo da Petrobras.

A conclusão da (Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III), em Três Lagoas, foi listada como um investimento nacional, que deve ser concluído pela Petrobras.

Outras obras, como a construção do contorno de Três Lagoas, adequação da e alça de acesso à ponte do Rio Paraguai, conclusão do Aeroporto de Dourados e moradias do Minha Casa, Minha Vida estão listadas.

Fonte: Midiamax

Comunicar erro
90FM - FACE 01
PORTAL TINTAS - BREVE

Comentários

ALERTA GRANDE
Suzano - Agente do Bem 04 - Mulher Ind